[Documentários] A Interpretação dos Sonhos – Discovery – Great Books IV

Postado por: PDL  /  Categoria: Documentários, Filmes e Documentários, Série Grandes Livros

Há um lado obscuro em cada um de nós, onde nossos medos, iras e desejos proibidos espreitam. Estes desejos inconscientes não descansam quietamente na psique humana. São de um certo modo nosso inimigo interno. Um homem acreditou que poderia exorcizar nossos “demônios” com o estudo dos sonhos. Sigmund Freud começou a analisar os sonhos no final do século 19 em Viena, na Áustria. O Dr. Sigmund Freud declarou que havia descoberto uma nova porta para o inconsciente…A obra prima de Freud, A interpretação dos sonhos, oferece aos leitores uma janela para nossas intimidades mais secretas. Em seu trabalho revolucionário, Freud sugeriu que frequentemente a finalidade dos sonhos fosse satisfazer com a fantasia, os impusos instintivos que a sociedade julgava inaceitáveis. As leis da lógica que governam nosso mundo desperto, não se aplicam ao reino dos sonhos, onde nós estamos livres para experimentar aventuras fantásticas. Para Freud esta libertação das fantasias foi o caminho que o conduziu ao interior do inconsciente.  Narrado por Donald Sutherland.

Esse documentário faz parta da série Great Books, versão americana da Série Grandes Livros de Portugal, que está toda disponível em nosso blog.

A Interpretação dos Sonhos – Sigmund Freud – Discovery

Título Original: Great Books – Freud’s Interpretation of Dreams
Ano de Lançamento: 2006
Tempo de Duração: 50 min.
Idioma: Inglês
Legendas: Baixe aqui em português
Tamanho: 785mb
Formato: avi

MEGAUPLOAD | EASYSHARE

[Documentário] Navegações – Sophia de Mello Breyner Andresen – Série Grandes Livros – Episódio XII

Postado por: PDL  /  Categoria: Filmes e Documentários, Série Grandes Livros

Grandes Livros” é um projeto multi-plataforma de divulgação da literatura portuguesa que envolve uma série de 12 documentários, com 50 minutos cada, narrados por Diogo Infante, ator e diretor do Teatro Nacional D. Mª II.

Visa contribuir para a promoção da leitura das grandes obras da literatura portuguesa junto de todas as faixas etárias de falantes de português. Cada episódio contará com a participação dos principais especialistas na obra e/ou no autor em análise.

«Navegações» é o décimo primeiro livro de poesia de Sophia de Mello Breyner Andresen – a primeira edição foi publicada, em 1983, pela Imprensa Nacional Casa da Moeda. Os poemas que o integram surgem na sequência de um convite, endereçado pelo Conselho da Revolução, para a participação na Celebração do Dia de Camões, em Macau (1977).

Nessa primeira viagem que faz ao Oriente, Sophia deslumbra-se com a beleza, as cores e a cultura daquelas paradisíacas paragens. No discurso proferido aquando da entrega do Prémio do Centro Português da Associação de Críticos Literários (1984), Sophia recorda as primeiras impressões que teve daquele território, ainda a bordo do avião, em pleno voo sobre o Vietname: “Pensei naqueles que ali chegaram sem aviso prévio, sem mapas, ou relatos, ou desenhos ou fotografias que os prevenissem do que iam ver. Escrevi os primeiros poemas simultaneamente a partir da minha imaginação, desse primeiro olhar, e a partir do meu próprio maravilhamento.” Aliás, a autora reconhece que “à medida que os poemas iam surgindo ia-se decidindo em mim a vontade de os editar ao lado dos mapas da época, os mapas onde ainda é visível o espanto do olhar inicial, o deslumbramento perante a diferença, perante a multiplicidade do real, a veemência do real mais belo que o imaginado (…)”.

Em «Navegações» os Descobrimentos e os descobridores portugueses são invocados e revisitados. E o mar é o elemento decisivo, central, que possibilita o conhecimento intemporal. “Para mim o tema das Navegações não é apenas o feito, a gesta, mas fundamentalmente o olhar, aquilo a que os gregos chamavam aletheia, a desocultação, o descobrimento. Aquele olhar que às vezes está pintado à proa dos barcos.”

Navegações – Sophia de Mello Breyner Andresen – Série Grandes Livros – Episódio XII

Duração: 50 minutos
Idioma: Português de Portugal
Tamanho: 200mb

DOWNLOAD EM 3 PARTES:

Parte 1: EASYSHAREMEGAUPLOAD

Parte 2: EASYSHAREMEGAUPLOAD

Parte 3: EASYSHAREMEGAUPLOAD

[Documentário] Sinais de Fogo – Jorge de Sena – Série Grandes Livros – Episódio XI

Postado por: PDL  /  Categoria: Filmes e Documentários, Série Grandes Livros

“Grandes Livros” é um projeto multi-plataforma de divulgação da literatura portuguesa que envolve uma série de 12 documentários, com 50 minutos cada, narrados por Diogo Infante, ator e diretor do Teatro Nacional D. Mª II.

Visa contribuir para a promoção da leitura das grandes obras da literatura portuguesa junto de todas as faixas etárias de falantes de português. Cada episódio contará com a participação dos principais especialistas na obra e/ou no autor em análise.

sinais-fogo

O Verão de 1936 ficaria marcado pelo eclodir da Guerra Civil Espanhola. Na Figueira da Foz, que era amplamente frequentada por turistas espanhóis, o impacto desse trágico momento foi profundo.

A cidade, as praias e aqueles que todos os anos escolhiam a Figueira como destino de férias, a guerra apanhou todos desprevenidos e a adaptação a essa realidade não seria fácil, num país em que a ditadura salazarista grassava.

Jorge foi para a casa dos tios aproveitar o tempo livre de aulas e reencontrar os seus amigos de todos os verões, numa atmosfera separada da Lisboa que deixava para trás. Nos cafés da cidade explodem discussões entre franquistas e radicalistas espanhóis, o tio mantém dois clandestinos em casa e as amizades estão diferentes. Rodrigues, Ramos, Macedo e a bela Mercedes já não são os mesmos do ano anterior. Ou será Jorge que está a mudar? Entre a descoberta da sexualidade e a entrada na idade adulta, num território que sente próxima a guerra que decorre além fronteira, os episódios são-nos narrados pelo jovem lisboeta, na primeira pessoa, numa auto-descoberta por vezes cruel.

Esta obra é parte do grande projecto de ficção (Monte Cativo) que Jorge de Sena nunca chegou a acabar, e mesmo a sua publicação foi póstuma. As cenas descritas, as palavras usadas, as dúvidas presentes ainda hoje provocam reacções apaixonadas e, ao longo da leitura, surge sempre uma comparação entre o escritor e aquele (também) Jorge que, entre fogos acesos, se descobre poeta.

Sinais de Fogo – Jorge de Sena – Série Grandes Livros XI

Duração: 50 minutos
Idioma: Português de Portugal
Tamanho: 440,48mb

Parte 1: MegauploadEasyshare

Parte 2: MegauploadEasyshare

Parte 3: MegauploadEasyshare

Parte 4: MegauploadEasyshare

Parte 5: MegauploadEasyshare

[Documentário] Viagens na minha terra – Almeida Garret – Série Grandes Livros – Episódio X

Postado por: PDL  /  Categoria: Filmes e Documentários, Série Grandes Livros

“Grandes Livros” é um projeto multi-plataforma de divulgação da literatura portuguesa que envolve uma série de 12 documentários, com 50 minutos cada, narrados por Diogo Infante, ator e diretor do Teatro Nacional D. Mª II.

Visa contribuir para a promoção da leitura das grandes obras da literatura portuguesa junto de todas as faixas etárias de falantes de português. Cada episódio contará com a participação dos principais especialistas na obra e/ou no autor em análise.

Publicada em 1846, a obra Viagens na Minha Terra continua a ser um texto de difícil definição. Exemplo magistral do talento de Almeida Garrett, este livro condensa vários estilos literários e um dos retratos mais realistas do Portugal do século XIX. Narrativa de viagens, manifesto político, crónica jornalística, romance, tudo cabe dentro nestas páginas.

A “história” começa com a partida de Lisboa de um sujeito-narrador (identificado como Almeida Garrett) rumo a Santarém, para uns dias de descanso na casa de seu amigo Passos Manuel. A partir daqui, e com descrições esplendorosas de certas áreas de Lisboa que hoje já não se descobrem, o narrador segue o seu trajecto… de barco, de charrete e até às costas de um simpático burrico. Enquanto viaja, também a sua mente vagueia pelo passado, pelo presente e pelo futuro. São estas as outras “Viagens” que o titulo aponta: um olhar sobre o Portugal de oitocentos, sobre a sociedade nacional, sobre a politica corrupta, sobre o desencanto final do liberalismo. Entre as observações surge um paradoxo inesquecível: os “frades” e os “barões”, quais Sancho Pança e Dom Quixote lusitanos, que, entre si, tomam as rédeas do país e incutem o progresso. Os “frades” representam o conservadorismo, a tradição, os velhos e inquebráveis costumes. Os “barões” são os acomodados, os antigos lutadores que, abdicando dos seus ideais, se entregam ao vício, ao diletantismo e a preguiça da demagogia. Um sem o outro não existem, um sem o outro não fazem o país caminhar.

Mas há muito mais nas páginas de “Viagens na Minha Terra”. Para a posteridade, e porque o Romantismo “exigia” uma história de amor desafortunada para ilustrar o arrebatamento e consequentes perigos da paixão, temos o romance entre Carlos e Joaninha. Com os seus olhos verdes (aos quais é dedicada uma página de louvores), ela representa a pureza da vida campestre, limpa da corrupção citadina, impoluta na sua mente ingénua. Ele é o símbolo heróico das lutas liberais, do combate de palavras e d armas que marcou a geração de Garrett. Carlos foi criado com Joaninha, sua prima, no Vale de Santarém, mas procura longe algo que sentia faltar-lhe. Entre romances falhados e lutas variadas vê-se retornado ao local de onde partira. Vê-se rendido aos encantos da sua bucólica parente e, perante a sujidade que a vida das grandes cidades já lhe entranhara na alma, renuncia ao seu amor. Nas alas deste desenrolar trágico surgem-nos a figura da avó Francisca (cega, sofrida, carente) e de Frei Dinis (carregado de remorso).

Ficam-nos estas “Viagens” que, fisicamente, foi breve (Lisboa – Santarém; Santarém – Lisboa), mas que atravessou toda a alma de um país que ainda se descobre entrelinhas.

Viagens na minha terra – Almeida Garret – Série Grandes Livros X

Duração: 50 minutos
Idioma: Português de Portugal
Tamanho: 415,84mb

Parte 1: MegauploadEasyshare

Parte 2: MegauploadEasyshare

Parte 3: MegauploadEasyshare

Parte 4: MegauploadEasyshare

Parte 5: MegauploadEasyshare

Baixe também o livro Viagens na minha Terra, de Almeida Garret

[Documentário] Mal tempo no canal – Vitorino Nemésio – Série Grandes Livros – Episódio IX

Postado por: PDL  /  Categoria: Filmes e Documentários, Série Grandes Livros

“Grandes Livros” é um projeto multi-plataforma de divulgação da literatura portuguesa que envolve uma série de 12 documentários, com 50 minutos cada, narrados por Diogo Infante, ator e diretor do Teatro Nacional D. Mª II.

Visa contribuir para a promoção da leitura das grandes obras da literatura portuguesa junto de todas as faixas etárias de falantes de português. Cada episódio contará com a participação dos principais especialistas na obra e/ou no autor em análise.

Mau Tempo no Canal é um romance trabalhado desde 1939 e publicado em 1949. A acção decorre nas ilhas do Faial, Terceira, Pico e na ilha de São Jorge entre 1917 e 1919 e retrata a sociedade açoriana, mais concretamente, a sociedade estratificada da cidade da Horta, local onde decorre a intriga principal e onde Vitorino Nemésio se encontra nesta altura da sua vida.

O livro começa com um namoro entre Margarida, filha de uma família aristocrática à beira da falência, e João Garcia – filho de Januário, pequenos burgueses com talento para o negócio mas escorraçados pelos primeiros, os Clark/Dulmo.

O pai abusivo de Margarida, Diogo, propõe-lhe que case com o tio Roberto, que virá de Londres e que, rico ainda, poderá salvar da desgraça os fidalgos arruinados seus parentes. Entretanto, Januário, pai de João, congemina vinganças contra os Clark Dulmo que tanto o despeitaram…

Literalmente pelo meio, está o canal do título, o braço de mar que divide as ilhas do Faial e do Pico, que divide os proprietários e novos-ricos da Horta dos pobres, populares e simples baleeiros do Pico, com quem Margarida dialoga na mesma pronúncia, no mesmo sotaque, ao longo do romance.

Mau Tempo no Canal conta uma quantidade de histórias numa só, é uma trama que enreda uma série de sucedidos e cujo ponto de apoio mais evidente é a relação entre dois personagens, entre duas famílias e entre dois estratos sociais.

Os afectos, as paixões e os amores surgem-nos inteiros, frescos, intensos. Entramos no coração de uma menina de boas famílias, dividida entre o amor original de um rapaz de família indesejada e o dever de alianças com famílias de bem. Neste livro, respira-se a maresia, sofremos a melancolia do mar, a sensação de lonjura, de liberdade e esperança: a sensação de ser ilhéu.

Mal tempo no canal – Vitorino Nemésio – Série Grandes Livros IX

Duração: 50 minutos
Idioma: Português de Portugal
Tamanho: 405,84mb

Parte 1: MegauploadEasyshare

Parte 2: MegauploadEasyshare

Parte 3: MegauploadEasyshare

Parte 4: MegauploadEasyshare

Parte 5: MegauploadEasyshare